Livros e Filmes · Organização

Método Komari de Organização – Parte II

635893250223325735-xxx-marie-kondo-rd115Na segunda parte de Método Komari  de organização vamos continuar com o capítulo 3, Como organizar por categorias. Tratamos sobre as roupas, agora vamos para a arrumação dos livros.

A primeira ação proposta por Mary Kondo é colocar todos os livros no chão, pois, existe uma grande possibilidade de não conseguirmos distinguir quais são importantes se eles estiverem na prateleira, e havendo livros demais a sugestão é separá-los por categorias:

  • GERAL (livros que se lê por diversão)

  • PRÁTICA (livros de referência, de receitas, etc.)

  • VISUAL (coletâneas de fotografias, etc.)

  • REVISTAS

O critério é o mesmo usado em relação às roupas: provocar uma sensação de prazer ou não.

Pensando nesse critério de descarte o método komari nos incentiva a observar nosso sentimento ao tocar no livro,se você não sentir alegria não o mantenha. Quanto aos livros que ainda não leu Mary Kondo diz:

” Se você perdeu a chance de ler determinado livro, ainda que tenha sido recomendado ou que você tenha desejado lê-lo quando o adquiriu,mas se não o fez até agora a função desse livro foi ensinar que você não precisa dele”.

o método Komari recomenda que tenhamos um acervo pequenos de livros, visto que, muitos não voltaremos a ler, a não ser que sejamos profissionais específicos como escritores ou professores (meu caso).

 

Organizando a papelada:

Regra geral: Jogue tudo fora

A papelada é dividida em três categorias

* O que está em uso atualmente

* O que será necessário durante um determinado tempo

* O que precisamos guardar para sempre.

Após descartar o que não serve mais está na hora de organizar o que restou. A sugestão é

 dividir tudo em duas categorias

* Papéis para guardar

* Papéis para fazer algo (formulários que devem ser entregues, cartas que devem ser respondidas e jornais que ainda não foram lidos.

Resumindo: Os papéis devem ser organizados em duas categorias: os que necessitam de atenção (contas a pagar, cartas a serem respondidas, etc.) e os que precisamos guardar (documentos, contas pagas, garantias e manuais).

Komono ( termo japonês utilizado para itens diversos, pequenos objetos ou coisas com pouco importância) – Atenção à ordem básica:

  • CDs e DVDs

  • Produtos de beleza para a pele

  • Maquiagem

  • Acessórios

  • Documentos(passaportes, cartões de crédito, etc.)

  • Equipamentos eletrônicos (câmeras digitais, fios e cabos, qualquer coisa que pareça remotamente  “elétrica”)

  • Utilidades da casa ( artigos de papelaria, kits de costura, etc.)

  • Provisões da casa (descartáveis como remédios, detergentes, lenços de papel, etc.)

  • Utensílios de cozinha/ Gêneros alimentícios

  • Outros.

Organização desses itens:

Dinheiro miúdo – Moedinhas devem ficar na carteira, caso contrário serão perdidas e esquecidas.

Presentes: “A verdadeira função de um presente é ser recebido…” portanto, se não serve para mais nada, e você utiliza apenas por obrigação mas não te faz feliz, então está na hora de se desfazer dele.

Caixas de telefone celular: Jogue fora, inclusive o manual, visto que o manuseio diário nos fará entender perfeitamente o aparelho.

Fios não identificados: Se encontrar um fio que você não consegue identificar sua real serventia, jogue fora.

Botões soltos: Se cair um botão de sua roupa costure-o imediatamente, ou leve ao descarte.

Caixas de eletrodomésticos: Geralmente são caixas com proporções difíceis de reutilizar, portanto, desfaça-se delas.

Tvs e rádios com defeito: Não há motivos para mantê-los.

Roupa de cama para hóspede que nunca chega: Ao invés de guardar um jogo exclusivo para hóspedes, é bem melhor ter um jogo de cama e de toalhas extras, mas que também sejam de uso da família.

Amostras de cosméticos: Jogue fora. Quando a quantidade é pequena, como no caso das amostras, a deterioração é mais rápida.

Produtos que foram tendência nos cuidados com a saúde (cintas emagrecedoras, garrafas de vidro para produção de óleos aromáticos, um extrator de suco especial, etc) : agradeça o bem que esses objetos proporcionaram a sua saúde e descarte-os.

Brindes – Se não lhe proporcionar nenhum prazer se desfaça deles.

ITENS DE VALOR SENTIMENTAL:

Esta categoria ocupa o último lugar por ser a parte mais difícil do descarte. O método Komari dá algumas sugestões, mas Kondo nos explica os motivos pelos quais sentimos tanta dificuldade em seu descarte:

” A ideia de jogá-los no lixo desperta o medo de que, com isso, percamos também a memória que eles carregam”

“Ao manusear cada item de valor sentimental e decidir o que descartar, você processa seu passado. Se você esconder esses objetos numa gaveta ou numa caixa de papelão, o passado acabará se tornando um peso, um empecilho para que você possa viver o aqui e agora. Colocar as coisas em ordem significa zerar tudo para poder seguir em frente.”

 Primeiro: não use a casa dos pais como depósito;

segundo: Os sentimentos são o padrão para a tomada de decisão.

Para a compreensão melhor do que Kondo trata sobre esses itens vejam algumas frases que podem nos fazer repensar o assunto:

” O fato de possuir um excesso de coisas de que não consegue se desfazer não significa  que você está cuidando bem delas. Na realidade, está fazendo exatamente o contrário”.

“Quando confrontamos com sinceridade as coisas que possuímos, percebemos as emoções que elas provocam. Esses sentimentos são reais, são o que nos dá energia para viver”.

” Quando fizer a si mesma a pergunta “Isto me traz alegria?”, acredite no que o seu coração diz”.

 CAPÍTULO 4: ARRUMANDO SUAS COISAS PARA TER UMA VIDA SENSACIONAL

Neste capítulo o método komari explicita dicas úteis para a arrumação de sua casa, citarei apenas os sub-títulos

  1. Escolha um lugar para cada coisa;

  2. Primeiro descarte, depois guarde;

  3. Arrumação: busque o máximo de simplicidade;

  4. Não espalhe suas coisas pela casa;

  5. Esqueça a ideia de ter o que mais usa sempre à mão;

  6. Nunca empilhe as coisas: a chave é a arrumação vertical;

  7. Não há necessidade de ter artigos especiais para organização;

  8. O melhor lugar para guardar uma bolsa é dentro de outra;

  9. Esvazie sua bolsa todos os dias;

  10. Tudo para dentro do armário;

  11. Mantenha o banheiro e a cozinha livres;

  12. Enfeite seu armário com seus objetos favoritos;

  13. Desembrulhe e tire a etiqueta de roupas novas na hora;

  14. Atenção ao excesso de informação visual;

  15. Valorize o que você tem.

“Cuidar das nossas coisas com carinho é a melhor forma de motivá-las a nos ajudar”.

CAPÍTULO 5: A MÁGICA DA ORGANIZAÇÃO TRANSFORMA SUA VIDA

Neste último capítulo Marie Kondo cita alguns depoimentos de pessoas que fizeram seu curso, com o método Komari. Mas, trata também sobre uma ação que ela realiza todos os dias, e que se percebermos bem é muito importante para o nosso convívio sadio com nossa casa; cumprimente-a! Este ritual é inspirado nas regras de etiqueta de adoração de santuários xintoístas.

“Cumprimente sua casa sempre que entrar nela. Esta é a primeira lição que dou aos meus clientes”.

Se você leu os dois posts, este, e o Arrumação Simples e Eficaz: Método Komari, recomendo que leia o livro. Particularmente, não gosto de livros de auto ajuda, pois, este livro pode ser considerado como tal, mas, este em particular fez com que eu iniciasse um processo de auto conhecimento e me incentivou muito ao descarte de coisas que eu acreditava ser importantes.

Ao término da leitura de A Mágica da Arrumação iniciei uma nova leitura, agora, do mais novo livro da Marie Kondo, Isso Me Traz Alegria (Um guia Ilustrado da Mágica da Arrumação)

Método Komari
A mágica da arrumação
Método Komari
Isso me traz alegria

Em breve, novos posts sobre essa nova leitura serão publicados. Até lá!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *